Home Entertainment Não sou de mim, sou do mundo | Revolução já! Poesia Pública

Não sou de mim, sou do mundo | Revolução já! Poesia Pública

1
0


Não sou de mim, sou do mundo,
o mundo não me contém:
rio seco, mar profundo,
o amanhã quando vem?



Source link

LEAVE A REPLY

Please enter your comment!
Please enter your name here